Thursday, December 12, 2019

Por: Humberto Monteiro

A Página da História da Guiné-Bissau está a virar-se lentamente. A crise que abala o país há QUATRO ANOS (?) E TAL, NA BAI KU SAN BENTU.

MAS, todavia, colocam-se estas questões a todos os guineenses, SEM EXCEPÇÃO:

– Quantas pessoas se tornaram desavindas por não comungarem as mesmas ideias?

– Quanto tempo vai passar até o despoletar de MAIS UMA CRISE?

– O que é que o Povo ganhou com a crise?

– Valeu de alguma coisa, a ostentação de FORÇA… de MATCHUNDADI… de INTRANSIGÊNCIA?

– Os erros cometidos SERVIRÃO DE ALGUMA COISA no futuro?

– Nesta altura, importa apontar: KIM KU TEM KULPA? KIM KU TEM ROSON?

– Que lugar deve ocupar o PERDÃO ENTRE OS GUINEENSES?

DE TUDO FOI VISTO UM POUCO

– Incendiários nas páginas sociais a atiçar os ânimos;

– Gente LEBI BOKA que dia-a-dia inventavam rumores em nome de ALGUIM;

-Bariduris di Padja que com isso garantiam o acender diário dos respectivos fogões;

– Camaleões que pulavam de galho a galho mudando sucessivamente de cores;

– Gente pequena que quis crescer mais que o seu tamanho;

– MILHÕES DE FRANCOS CFA aplicados na luta pelo poder político;

– Dignidades leiloadas a baixo preço… AFINAL é mesmo verdade que CADA HOMEM TEM UM PREÇO A QUESTÃO MESMO É SABER QUANTO (?).