Saturday, November 27, 2021

POLÍTICA

PAIGC DENUNCIA MÁ GESTÃO DA RESPOSTA À PANDEMIA DO COVID-19: GOVERNO ACUMULA 100 BILHÕES DE FRANCOS CFA EM DÍVIDAS

Setembro 03, 2021
  

“O Governo da Guiné-Bissau acumulou cerca de 100 bilhões de Francos CFA em dividas (correspondentes a cerca de 200 Milhões de Dólares) a pretexto da prevenção e do combate a Pandemia do COVID-19” refere um comunicado do grupo parlamentar do PAIGC datado de quarta-feira (01/09) a que GN teve acesso.

O documento produzido para “condenar a forma irresponsável e criminosa como o regime instalado está a gerir a resposta à pandemia do COVID-19” sublinha que “num contexto de acentuada redução dos rendimentos das populações”, foi aprovado um o Orçamento Geral de Estado 2021 que “introduziu vários impostos novos e aumentou drasticamente os valores marginais de alguns impostos já existentes, contribuindo para reduzir ainda mais os rendimentos disponíveis das populações”.

O Grupo Parlamentar do PAIGC integrado por deputados da APU-PDGB e da UM exige ao Governo “a submissão imediata à Assembleia Nacional Popular de uma proposta de orçamento rectificativo para o ano de 2021, a fim de acomodar os novos empréstimos obtidos.”

O comunicado diz que, “em vários países, os governos priorizaram o apoio às populações e ajudaram os agentes económicos com apoios financeiros para compensar perdas de rendimento resultantes das medidas de confinamento impostas.”

Por outro lado, critica: “No nosso país, pelo contrário, o governo foi buscar recursos aos bolsos dos agentes económicos para encher os bolsos dos detentores do poder, além de ter contraído avultadas dívidas em nome do Estado da Guiné-Bissau, cuja gestão tem sido feita à margem das regras das finanças públicas.”